Busca
Enquete
Você se preocupa com as mudanças climáticas e a proteção do meio ambiente?
Sim, e procuro causar o menor impacto possível ao meio ambiente, inclusive separando o lixo
Não, e prefiro deixar esse problema para as futuras gerações
Ainda não pensei sobre esse assunto

Parceiros
Siga-nos do Twitter
Colunistas
Nas alturas
Postado por: Camila Xavier

Nada como apreciar a linda paisagem do Rio de Janeiro das alturas... O parapente é um esporte que mistura toda a adrenalina com a tranqüilidade, em uma sintonia perfeita. Parapente é o nome francês. Paraglider é o nome inglês. Paragliding significa, em inglês, o ato de voar de paraglider. Portanto, paraglider é o brinquedo e paragliding, a brincadeira. Considerado por seus praticantes como um esporte de aventura, o parapente reúne pessoas movidas pela mesma emoção: o prazer de voar. E para ganhar altura é só seguir os urubus, e ir subindo... subindo... cada vez mais alto... É uma modalidade na qual piloto e equipamento entram em total sintonia com a natureza.

No Brasil, o paraglider existe há aproximadamente 12 anos e conta com cerca de três mil adeptos. O parapente foi desenvolvido inicialmente para a utilização das espaçonaves do Projeto Apolo, pela Nasa, e hoje é um esporte radical praticado por mais de cem mil pessoas em todo o mundo. Com o parapente, o piloto decola de uma montanha e, uma vez no ar, pode manter-se ou ganhar altitude fazendo uso de correntes de ar ascendentes e correntes térmicas. O vôo é comandado de acordo com o vento.

O equipamento de parapente é composto de quatro itens: o velame, o selete, o pára-quedas de emergência e o capacete. O velame constitui a maior parte do equipamento e é dividido em três partes: a vela, a linha e os tirantes. A vela é feita de um tipo de nylon especial e funciona como uma asa. O selete funciona como um casulo e é onde o piloto se assenta durante o vôo. Para casos de emergência utiliza-se um pára-quedas que fica acoplado ao selete.

É comum a procura pelo esporte por pessoas que desejam fugir do dia-a-dia estressante. Como costumam dizer os pilotos: "Nada como começar a semana após um final de semana voando".  Quem voa de parapente parece mais alegre, mais feliz e um pouco maluco também. Mas eles têm razão acerca de uma coisa: a sensação depois do vôo é indescritível. Mesmo com os pés na terra, a cabeça continua um tempão nas nuvens!

Comente esta matéria
Nome:
E-mail:
Comentário:
Informe as letras e número ao lado:
Comentários
  • Andre Gama - 07/10/2009
    andregama@hotmail.com

    maneiro!
  • Rachel Vasconcelos - 20/09/2009
    mvrachel@hotmail.com

    Muito bom!!! Amei, deu até vontade de me arriscar a voar!
  • Jorge O'hara - 18/09/2009
    oharashow@gmail.com

    10 nota 10!! É isso aí, Mila... Parabéns pela matéria! Cultura às alturas... rs... Beijos
  • silvio vaz - 27/08/2009
    1791.silvio@bradesco.com.br

    Adorei a matéria, fiquei surpreso pelo conhecimento apresentado ! Continuem assim ! A colunista foi mt feliz em suas colocações !
  • Marcos Da Matta - 18/08/2009
    mvdamatta@yahoo.com.br

    Ótima matéria! Você transmite com clareza o quanto é seguro o equipamento e como é maravilhosa a sensação de voar.
  • Samy Lins - 17/08/2009
    samylins@hotmail.com

    Adoreii a matéria, realmente parece ser muito bom voar de parapente..Quem sabe um dia perco o medo!!rss.. ParebeénS!! bjOs
  • Rafael Passos - 12/08/2009
    rs-passos@hotmail.com

    Matéria perfeita... adorei, pra quem gosta das alturas como eu, não tenhu nem comentarios para a matéria... Interligente e culta... Parabéns... Bjaoooo
  • Tong - 11/08/2009
    cheong.tong@gmail.com

    Olá Camila, ao ler a matéria e o modo vibrante de como você relata a sensação de voar, me arremeteu aos anos 70 quando realizei meu primeiro salto de pára-quedas. Realmente recordar é viver. A cada palavra que lia, as emoções de cada segundo que senti e vivi passaram em minha mente como se fosse um filme. Te agradeço por trazer as boas recordações pela sua matéria. Bom vôo e feliz aterragem.
  • Diego Souza - 11/08/2009
    brasil.diego@gmail.com

    enquanto meu final de semana terminou na areia de copacabana, o seu termina no ar... e com urubus! que inveja! rsrsrs! boa matéria. esporte show! beijos.
  • Dnayse - 11/08/2009
    dnayse@ig.com.br

    Muito boa a matéria.Deu até vontade de voar de parapente, e olha que eu tenho pavor de altura...rsrsrs
  • aline cunha - 11/08/2009
    aline2mar@yahoo.com.br

    Adorei a máteria e invejei sair da rotina do dia-dia ser passaro por alguns minutos se sentir totalmente deve ser indisvritível... parabéns pela máteria
  • Nádia - 11/08/2009
    ndfernandes

    Gostei da matéria.
© Copyright 2000-2015 Trilhas RJ - Todos os direitos reservados